Britânico testa positivo 43 vezes e figura caso mais longo de infecção por Covid-19 do mundo

0
Foto: Reprodução/BBC
Publicidade

Um britânico de 72 anos teve o período de infecção pela Covid-19 mais longo do mundo. Dave Smith contraiu o coronavírus em março de 2020 e só teve o diagnóstico de cura 290 dias depois do primeiro teste.

Nessa janela de tempo, o britânico fez 43 testes para a doença e todos eles deram positivo. Segundo ele, foram sete internações em hospitais e 63 kg a menos durante a doença.

De acordo com a BBC, a melhora só veio depois de 10 meses de tratamento com coquetel antivirais. Agora, cientistas de uma universidade britânica estudam o caso.