Chove em Ibotirama depois de longo período de estiagem

Leia a crônica da redação do Gazeta 5 sobre a chuva da tarde deste domingo (29).

0
Chove em Ibotirama após cinco meses de estiagem. (Foto: Gazeta 5)
Publicidade

Bastaram as primeiras gotas d’água caírem sobre o telhado da casa para um casal de idosos comemorar: “lua nova trovejada, trinta dias de molhada! ”

Não houve trovões. Mas a chuva caiu – e talvez continua caindo – por quase uma hora em Ibotirama, na região Oeste, onde uma estiagem rompia há meses e as temperaturas beiravam os 40º C.

A precipitação começou por volta das 3h40. Foi calma, sem relâmpagos e contrária à previsão do tempo, que alertou para 10 mm.

Como sempre acontece, a energia oscilou, a internet falhou e a notícia se espalhou como pôde pelas redes sociais.

Fora os problemas tecnológicos, mais próximo do centro, a água acumulou ao ponto de escoar vagarosamente pelas tubulações. Já mais distante, os meninos que se arriscaram ao banho afundaram os pés em pelo menos 15 cm de chão.

Mas apesar de tudo, vale a alegria do casal de idosos, que não conseguiu filmar a chuva, e a torcida para que o sol não apareça por tão cedo. Afinal de contas, lua nova trovejada, trinta dias de molhada.