Confira as ganhadoras da promoção do mês das mães do Gazeta 5 e parceiros

Participantes deveriam responder "por que minha mãe merece virar notícia".

2
Promoção "Minha mãe merece virar notícia". (Foto: Gazeta 5)

A tarefa era escolher três das histórias mais emocionantes entre os inúmeros relatos enviados ao Gazeta 5 durante a promoção “Minha mãe merece virar notícia”. Não foi fácil! Cada resposta enviada ao canal trazia fatos surpreendentes, jamais vistos, que descreviam com perfeição o significado de ser mãe. Confira as histórias vencedoras da promoção:

Minha mãe merece virar notícia

Conhecida como “Roxinha”, dona Arlinda Alves dos Santos é uma das professoras mais antigas de Ibotirama. Aposentada, aos 86 anos, além dos cuidados com os filhos, netos e bisnetos, ela gasta parte do tempo com a caridade. Conforme o relato de uma filha, a idosa alimenta vários mendigos diariamente, dividindo o pouco que tem com os menos favorecidos e famintos, atitude descrita por ela como uma missão. O sonho de dona Roxinha é ser reconhecida pelas ações que realiza e lembrada pelo legado que deixará.

A história da dona Irani Carvalho é repleta de gestos de solidariedade e amor ao próximo. Aposentada como técnica em enfermagem, profissão que exerceu durante 30 anos, ela dá banho em doentes, faz curativos e procura por carro para quem precisa ir ao médico.

A solidariedade não vem de agora, e uma filha conta uma história quase inacreditável da mãe. Há muito tempo, durante uma queda de energia, vizinhos foram pedir uma vela emprestada à dona Irani. Sem pensar duas vezes, a mulher entregou a única que tinha, que inclusive estava acesa, deixando a família dela no escuro.

Em outra situação, durante um acidente de um dos filhos, dona Irani acompanhou o menino em uma ambulância para outra cidade, sem perspectivas de atendimento. No hospital, ajoelhou e chorou aos pés de médicos para que salvassem a vida do filho. À época, a mulher dormiu no chão, dentro das enfermarias, e ajudou a cuidar de outros pacientes.

Dona Margarida é mais um exemplo de solidariedade e amor ao próximo. Há 24 anos, ela conheceu uma criança em estado de desnutrição grave e sérios problemas familiares. Conselheira tutelar na ocasião, a mulher pediu para cuidar do menino por 15 dias, já que a criança não tinha condições de permanecer onde estava. Temendo pela vida do garoto, mesmo com inúmeras dificuldades, dona Margarida decidiu adotá-lo como seu filho, e o menino pôde crescer em segurança.

Em outro episódio, conforme conta uma filha, dona Margarida deu lar a quatro crianças que ficaram abandonadas após a mãe delas ficar à disposição da Justiça. Durante o tempo, a conselheira alimentou, vestiu e cuidou da saúde dos irmãos.

Parceiros

O Gazeta 5 entrará em contado com as ganhadoras para entrega da premiação.

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

  1. Que histórias lindas de amor ao próximo!
    Irani Carvalho, conheço muitas outras situações onde não mediu esforços para ajudar o outro e até hoje onde pode fazer diferença está lá! Deus ilumine cada uma destas mulheres guerreiras! Parabéns!!!!

  2. Maravilhosas as histórias relatadas, o interesse que tem a mulher cuidadora e estas mulheres lindas tiveram onde se espelharem “suas mães”, elas foram suas referências, parabéns pelo concurso, aos organizadores e as vencedoras 👏👏😘😘

Comments are closed.