Dor e comoção no enterro da bombeira morta a tiros pelo marido em Barreiras

Ela sonhava em ser mãe, mas morreu com mais de quinze disparos.

0
Os bombeiros militares foram prestar a última homenagem à colega de trabalho.(Foto: Reprodução)
Publicidade

Centenas de pessoas se reuniram na tarde deste domingo(24), no Povoado de Jacaré, zona rural de Riacho de Santana,  para dar o último adeus à bombeira militar Dirce Ladeia, morta a tiros pelo marido, o perito da Policia Civil Orlando Ladeia. O crime aconteceu no início da tarde de ontem(23), no bairro Bandeirantes, em Barreiras.

A vítima era soldado do Corpo de Bombeiros Militar de Barreiras e estava na corporação há exatos oito anos. Conhecida pela presteza e gentileza na realização dos trabalhos, a militar se destacava pelo excelente desempenho no serviço administrativo.

Conforme informações da perícia, pelo menos 15 tiros foram disparados contra a bombeira. Boa parte dos projéteis a atingiu no rosto. Após assassiná-la, o marido atirou contra a sua própria cabeça. Os dois estavam em processo de separação, que não era aceito por Orlando.

No início da manhã de hoje, várias pessoas visitaram o quartel do Corpo de Bombeiros e levaram homenagens à vítima. Apesar do sonho de ser mãe, a militar, de 35 anos, ainda não tinha filhos. Em nota, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia lamentou a perda. Além da família e amigos, ela deixa uma corporação de luto.

As militares da unidade em que a vítima trabalhava prestaram as últimas homenagens.(Foto: Reprodução)