Em agência bancária de Ibotirama, mulher recusa cartão por ele possuir a “marca da besta”

Segundo a cliente, o número é amaldiçoado e lhe traria má sorte.

0
Trecho da bíblia que contém o número seiscentos e sessenta e seis. (Foto: Gazeta 5)

Uma situação inusitada aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (07) em uma agência bancária de Ibotirama, no Oeste da Bahia. Alegando ter recebido um cartão amaldiçoado, uma cliente procurou  o atendimento do banco para devolver o produto.

O fato é que o cartão possuía o número 666, que para a cliente se trata da “marca da besta”, uma profecia bíblica. A mulher alegou não poder ficar com o cartão, já que atrairia coisas negativas, e solicitou a emissão de um novo.

A funcionária do banco atendeu ao pedido e providenciou a emissão de outro cartão. O fato despertou curiosidade em todos que presenciaram a cena e dividiu opiniões.

Entre as várias passagens bíblicas, a profecia da besta talvez seja a que mais causa discussões. Descrita em Apocalipse 13, versículos 13 a 18, trata-se de um sinal com que serão marcados os seguidores de um anticristo que virá no fim dos tempos. Apenas com a inscrição será possível realizar transações financeiras.

Na bíblia, o número 666 aparece já no final do capítulo 13. A passagem fala que “quem tiver inteligência, calcule o número da Fera, porque é o número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis”.