Estudante de Ibotirama fica entre os dez melhores da Bahia na Olimpíada Brasileira de Matemática

Ele chegou a passar um dia todo resolvendo uma única questão de matemática;a meta é a olimpíada internacional.

0
Prestes a concluir o último ano do ensino fundamental, o estudante faz planos para o futuro. (Foto: Cloves Guanais)
Publicidade

O estudante ibotiramense Guilherme Galvão, de 14 anos, conquistou a medalha de bronze na 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), que neste ano também foi realizada nas escolas particulares.

 O adolescente, aluno do colégio O pequeno Príncipe, participou na categoria nível 2 (8º e 9º anos do Ensino Fundamental) e ficou entre os dez melhores da Bahia. Para atingir o resultado, o principal caminho foi a dedicação.

“Além dos assuntos dos anos anteriores, precisei revisar os conteúdos mais difíceis, estudei através de apostilas, provas antigas e videoaulas”, afirma o estudante que, devido ao grau de dificuldade do conteúdo, chegou a passar um dia inteiro  resolvendo uma única questão de matemática.

Além da medalha, Guilherme ainda ganhou uma bolsa de estudos do Programa de Iniciação Científica da OBMEP. Prestes a concluir o último ano do ensino fundamental, ele vê a necessidade de se dedicar ainda mais e faz planos para o futuro.

“Fiz a OBMEP pensando em entrar pro ramo olímpico e, quem sabe, participar de uma internacional um dia”, finaliza o medalhista fazendo referência à Olimpíada Internacional de Matemática, destinada anualmente aos alunos do ensino médio.