Filha do médium investigado por mortes após cirurgias espirituais depõe e diz que pai é inocente

A mulher afirmou que não há cortes nas cirurgias e nem indicações de medicamentos.

0
Suposto médium Antônio Miguel Rodrigues suspeito de homicídios após cirurgias espirituais se apresenta à Polícia Civil em Goiás — Foto: TV Anhanguera/Reprodução

A filha do médium que está sendo investigado pelas mortes de três pessoas após cirurgias espirituais prestou depoimento nesta terça-feira (08), em Aparecida de Goiânia, e afirmou que o pai é inocente.

Pollyana de Souza Rodrigues Andrade, que é voluntária no centro espírita onde ocorre os atendimentos, disse que não há cortes nas cirurgias e nem indicações de medicamentos. Segundo ela, por esse motivo, as mortes não teriam relação com o tratamento espiritual.

Antônio Miguel Rodrigues, de 55 anos, é investigado por duas mortes na Bahia e uma em Goiás. O médium se apresentou à polícia no último sábado (05) para responder sobre os casos ocorridos em Barreiras, no Oeste da Bahia.