Ibotirama: casos de sífilis aumentaram em mais de 300% nos últimos anos

Dados são do Boletim Epidemiológico de Sífilis 2018.

0
O uso da camisinha é uma das formas de prevenir a doença. (Foto: Reprodução)

Os casos de sífilis adquirida, segundo município de residência, aumentaram em 337,5% de 2016 para 2018 em Ibotirama. É o que aponta o Boletim Epidemiológico de Sífilis – 2018.

De acordo com os dados, 8 casos haviam sido registrados em 2016. Já em 2018, o número subiu para 35. Na sífilis adquirida, a forma de contágio se dá por meio da relação sexual sem proteção.

Transmitida da mãe para o bebê, nenhum caso de sífilis congênita foi registrado em 2018. Apesar disso, em 2016 e 2017, 7 registros são apresentados no boletim.

O levantamento também aponta que 17 casos de sífilis em gestante foram notificados de 2016 a 2018.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível, declarada como grave problema de saúde pública, transmitida pelo agente Treponema Pallidum. Assim como outras DSTs, o uso da camisinha é a melhor forma de prevenir a doença.