Ibotirama tem permissão para abrir comércio, conforme decreto do Governo do Estado

0
Saída da BR-242 em Ibotirama. (Foto: Gazeta 5)
Publicidade

Um decreto publicado no Diário Oficial do Estado, neste sábado (29), permitiu a abertura do comércio considerado não-essencial em Ibotirama e outros municípios do Oeste, de domingo (30) até o dia 8 de junho, mas manteve toque de recolher e outras medidas. 

As últimas restrições, conforme publicou o próprio Governo anteriormente, são válidas até 30 de maio.

O toque de recolher continua das 20h às 5h. Os estabelecimentos comerciais e de serviços devem encerrar as atividades 30 minutos mais cedo, para garantir o deslocamento de funcionários às residências. Cada município deve estabelecer critérios para lotação dos estabelecimentos permitidos e fiscalizar o cumprimento da medida.

O funcionamento de academias continua proibido, exceto os espaços voltados ao atendimento de fisioterapia, de acordo com protocolos sanitários estabelecidos, que indicam a atividade como uma possibilidade para determinados tratamentos pós Covid-19. Em Ibotirama, o serviço é considerado essencial por lei.

Também continua proibida a prática de esporte amador coletivo, de eventos e atividades, independentemente do número de participantes, e de shows e festas. Já os atos religiosos litúrgicos podem ocorrer com 25% da capacidade dos espaços.

Ainda de acordo com o novo decreto, está vedado o funcionamento de bares, restaurantes e congêneres, no período de 18h do dia 4 de junho até as 5h do dia 7 de junho. Também neste período, estará proibida a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery) ou em depósitos e distribuidoras.

Cumprimento de medida

Seguindo decreto anterior, 24 municípios da região oeste cumprem, até este sábado (29), restrição para o funcionamento de apenas serviços essenciais.