Inquérito sobre morte da criança que se afogou em balde de água deve ser concluído em 30 dias

Situação aconteceu em Luís Eduardo Magalhães, na tarde da última sexta-feira (16).

0
Balde em que a criança se afogou (Foto: Müller Nunes/TV Oeste)

Conforme o delegado Leonardo Mendes, responsável pelo caso da criança que se afogou em um balde de água, na sexta-feira (16), em Luís Eduardo Magalhães, o relatório final da ocorrência deverá ser entregue ao Ministério Público em até 30 dias.

Na conclusão, os responsáveis pela morte serão indiciados, como também é possível que haja o pedido de arquivamento. Após isso, o documento será enviado ao Ministério Público, que poderá ter entendimento diferente ao da Policia Civil. A decisão é remetida ao juiz, responsável pela homologação.

Conforme informações do G1, a fatalidade aconteceu quando a mãe da criança saiu do quintal da casa onde lavava roupa e foi à porta atender uma visita. Nesse intervalo de tempo, Alan Gustavo, de 1 ano e 4 meses, caiu dentro do balde de água e se afogou.