Jovem de Feira de Santana consegue aprovação em medicina após estudar em casa sem internet e energia elétrica

0
Foto: Arquivo Pessoal
Publicidade

A primeira aula do curso de medicina da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), na última segunda-feira (28), é o início da segunda parte do sonho do jovem quilombola Matheus de Araújo Moreira Silva, de 25 anos, natural de Feira de Santana.

Morador de bairro periférico e filho de pais analfabetos, o jovem enfrentou vários desafios para conseguir a aprovação no Enem.

O primeiro deles foi lidar com o fechamento da biblioteca municipal onde estudava, por conta da pandemia. A partir daí, depois de interromper os estudos, Matheus passou a estudar em casa, mas também não conseguiu êxito, já que não conseguia se concentrar com os quatro irmãos e os pais na residência.

Foto: Arquivo Pessoal

Em julho de 2020, uma amiga do futuro médico emprestou uma casa que serviria como local de estudos. No entanto, o lugar não tinha energia e internet, e um pacote de dados no celular foi o único recurso para assistir às aulas on-line.

Seis horas de estudo por dia trouxeram como resultado 980 pontos na redação e a vaga na federal.

Agora, Matheus vai tentar uma vaquinha para conseguir se manter no curso, até encontrar uma residência universitária. Além disso, enquanto as aulas forem remotas, o rapaz pretende arrumar um estágio, no horário disponível, para ganhar o dinheiro de se manter.

Foto: Arquivo Pessoal