Opinião: Terence Lessa enfrenta o que nenhum outro prefeito viveu na história de Ibotirama; e protagoniza

1

Olhos lacrimejando, barba por fazer e feição de quem não dormiu bem. Assim foi a primeira aparição do prefeito de Ibotirama, Terence Lessa, logo no início da manhã. A intenção era anunciar a primeira medida de controle ao coronavírus no município.

O gestor fez um apelo aos provedores da cidade para que verifiquem a possibilidade de fornecer internet de maneira gratuita. O objetivo é lógico.  

Pouco tempo depois, o prefeito voltou a aparecer e anunciou mais uma medida: uma linha de produção de máscaras. A ideia é criativa. Pessoas que tenham habilidade confeccionarão o acessório dentro de suas casas, e a prefeitura comprará o material para o uso dos profissionais que estão na comissão de frente.

É preciso mais um parágrafo para dizer que a confecção das máscaras, segundo o que o próprio anúncio descreveu, deverá diminuir a ociosidade de algumas pessoas, quem sabe os mais idosos, já que normalmente o público usa o corte e costura como forma de terapia. Além disso, os custos, certamente, serão mais baixos para a administração.

Outras publicações foram feitas por Terence. Uma agradecendo as doações já recebidas para os moradores de rua, outra lembrando da necessidade de novas doações, mais uma disponibilizando um número telefônico para em caso de descumprimento dos decretos municipais e a última de agradecimento a um provedor de internet.

Embora possam haver outros entendimentos para as atitudes emergenciais do prefeito, inclusive a de que está fazendo a obrigação dele, é preciso dar a César o que é de César. O protagonismo impressiona. Bom seria se os moradores, aqueles que podem, também protagonizassem esse triste momento no melhor lugar do mundo. Eles sabem qual é.

1 COMENTÁRIO

  1. A verdade é que ELE recebeu dinheiro nunca antes recebido por seus antecessores, e fez o milagre do sumiço, essa verba desapareceu em apenas três meses, respectivamente: junho,julho e agosto de 2016. Isso a Globo não mostra, os jornais da região ñ podem pois usam VENDA e AMARRAS. 🤐🙈🙊

Comments are closed.