Por conta da pandemia, padaria sacrifica parte do lucro e não repassa aumento do pão aos clientes

Na contramão dos aumentos repassados ao trigo e outros ingredientes essenciais para o preparo da massa, uma padaria de Ibotirama manteve o preço do pão e de outros produtos ofertados no balcão.

Com R$ 1 (um real), é possível comprar quatro pães ou qualquer tipo de salgado. O mesmo valor daria apenas para duas unidades, caso fosse praticado o preço de mercado.

 Os proprietários da Panificadora Doçura, no bairro São Francisco, afirmam que os gastos com matéria prima subiram consideravelmente. Porém, por conta da dificuldade que muitos clientes enfrentam diante da pandemia, eles optaram por sacrificar parte do lucro.

A padaria também tem feito outras ações para contribuir com o período de crise. No final de março, quando medidas restritivas fechavam o comércio em várias cidades da região, o estabelecimento distribuiu pães e bebidas lácteas a caminhoneiros que passavam pela BR-242, no trecho da cidade.

Mas a boa imagem não é apenas da porta afora. A doçura emprega sete colaboradores, e todos eles têm carteira assinada. Há três meses, um oitavo foi contratado apenas controlar o fluxo de pessoas, fiscalizar o uso de máscaras e disponibilizar álcool em gel aos clientes.

Segundo os donos da empresa, é preciso fazer um esforço grande para manter os preços baixos.  Eles explicam que rastreiam promoções e tentam comprar os ingredientes com valor mais baixo, para não ter que subir os preços no balcão.

A intenção é manter a tabela atual, que não muda há vários anos, pelo menos enquanto durar a pandemia. Se depender do empenho da Doçura, assim como a solidariedade, não vai faltar pão na mesa de quem precisa.

  • Compartilhe:

O Gazeta 5 é um dos principais veículos de jornalismo digital da região Oeste. O site cobre os vários acontecimentos nas áreas de esporte, trânsito, segurança, política, concursos públicos e entretenimento.
Categorias
Fale conosco
Siga-nos