PRF apreende moto adulterada na BR-242 e dá dicas para evitar a compra de veículos clonados

0
Motocicleta apresenta alteração nos elementos identificadores. (Foto: Divulgação/PRF)
Publicidade

Uma motocicleta com sinais de adulterações nos elementos identificadores, como número de chassi suprimido, foi apreendida pela PRF, na BR-242, em Luís Eduardo Magalhães, ontem (21).

O motociclista disse aos policiais que havia comprado a moto há quinze dias, por R$ 2 mil. Da quantia, R$ 1 mil seriam pagos com serviços de pedreiro.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a ocorrência foi apresentada à autoridade policial, na Delegacia de Polícia Civil local, para os trâmites legais.

Como ocorre o crime de adulteração

Na adulteração, os criminosos trocam a identificação e os documentos do veículo para que ele pareça regular.

É nesse instante que o veículo, seja carro, moto ou qualquer outro, recebe placas de outro idêntico a ele e que está regularizado. Por isso, o proprietário do carro (ou outros) que está em dias passa, muitas vezes, a receber multas de trânsito por infração.

Para evitar problemas posteriores, antes da compra, a PRF orienta que o novo proprietário sempre desconfie de anúncios tentadores. O ideal é que se leve a um mecânico de confiança para que ele confronte as informações do documento com os elementos identificadores no veículo.