Reunião entre Ministério Público e CONSOB estabelece toque de recolher e proibição da venda de bebidas alcoólicas em Ibotirama, Barreiras, Muquém, Morpará, Paratinga e outros 13 municípios

1
Toque de recolher já tinha sido estabelecido em Ibotirama, porém das 22h às 5h. (Foto: Reprodução)

Uma reunião entre o Ministério Público e os prefeitos das cidades que compõem o Consórcio Interfederativo de Saúde Pública da Região Oeste da Bahia (CONSOB) estabeleceu novas medidas de combate ao coronavírus nos municípios que fazem parte da macrorregião de saúde da região Oeste.

As novas medidas se dão, principalmente, pela quantidade de casos ativos no território e  a alta taxa de ocupação dos leitos do Hospital do Oeste, em Barreiras, que é referência para todos os municípios.

Angical, Baianópolis, Barreiras, Brotas de Macaúbas, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Formosa,  Ibotirama, Mansidão, Morpará, Muquém do São Francisco, Oliveira dos Brejinhos, Paratinga, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley deverão adotar toque de recolher, que se inicia às 21h, todas as noites, e vai até as 5h do dia seguinte.

Em Ibotirama, o toque de recolher já havia sido estabelecido pela prefeitura municipal, entretanto tinha como horário das 22h às 5h. A partir de hoje, conforme a recomendação do MP e CONSOB, a proibição começa mais cedo, às 21, como em todos os outros municípios.

Outra medida adotada é a proibição da venda de bebidas alcoólicas pelo período de quinze dias. A razão, conforme levantado, está no comportamento de risco adotado por muitos moradores em vários municípios.

Mesmo com os bares fechados, quando ocorria, algumas pessoas compravam bebidas alcoólicas em outros estabelecimentos e provocavam aglomerações em zonas rurais, como exemplo, ou em cidades próximas, onde não havia decreto em vigor por conta do baixo número de casos de Covid-19.

Para o MP e o CONSOB, dadas as circunstâncias, é perfeitamente compreensível a necessidade de uniformização de algumas ações, já que toda a região depende do Hospital do Oeste para hospitalização dos casos graves de Covid-19. O decreto que estabelece o toque de recolher e a proibição da venda de bebidas já está em vigor.

 

1 COMENTÁRIO

  1. Reunião essa que não teve nenhuma pessoa de Ibotirama nos representando. Será por que?
    Uma decisão importante, e nossa município ficou de fora. O prefeito de Luis Eduardo Magalhães, Oziel Oliveira, rebateu ao toque de recolher, os outros municípios enviaram representantes, e nós ficam nas tabelas dos outros.

Comments are closed.